• Fernando Fernandes, secretário de Saúde Dr. Giovanni Cerri, deputada Analice Fernandes, diretor do AME Fernando Fernandez e o superintendente do HGP, Nacime Mansur

    AME em Taboão começa a funcionar em 2012

    Texto extraido do site O Taboanense

    O Secretário de Saúde, Giovanni Cerri fez questão de ver de perto a finalização das obras do AME em Taboão (dia 13 de dezembro), que segundo ele está previsto para entrar em funcionamento em março de 2012.

    “O AME está sendo dimensionado para atender uma população de 500 mil habitantes, o Ambulatório fará mais de 10.000 consultas por mês, 26.000 exames e 150 pequenas cirurgias”, afirma Dr. Giovanni.

    Foto: Divulgação
    Fernando Fernandes, secretário de Saúde Dr. Giovanni Cerri, deputada Analice Fernandes, diretor do AME Fernando Fernandez e o superintendente do HGP, Nacime Mansur

    Acompanharam a visita do secretário, a deputada estadual Analice Fernandes, o superintendente do HGP, Nacime Mansur, o ex-prefeito de Taboão Fernando Fernandes, além de técnicos da secretaria de Sáude.

    As obras estão praticamente finalizadas, assim que os últimos detalhes forem concluídos o AME receberá os equipamentos. “Serão investidos cerca de 3 milhões em equipamentos para exames”, detalha a deputada Analice Fernandes.

    Para a deputada Analice o funcionamento do AME é uma grande vitória. “Eu trabalhei muito para que o AME em Taboão fosse uma realidade. Gostaria que já estivesse funcionando há mais tempo, mas tenho convicção na melhoria que este equipamento de saúde trará para a população”, afirmou.

    Segundo Fernando Fernandes o AME atenderá a demanda por consultas com especialistas na região. “É importante que o AME funcione integrado aos sistemas de saúde municipais”, afirmou.

    A Secretaria do Estado investiu cerca de 3 milhões na obra, que contou a reforma do prédio existente e a construção de mais um ao lado. Ao todo são 1.950 metros quadrados de construção.

    O AME – Ambulatório Médico de Especialidades fará consultas com especialistas e exames de imagem e som, a unidade atenderá moradores de Embu e Taboão, e deverá trabalhar inserido no sistema de saúde dos dois municípios.


    Escola Paulista

    O gerenciamento do AME será feito pela Escola Paulista de Medicina, a mesma instituição que gerencia o Hospital Pirajussara. O superintendente do HGP, Nacime Mansur falou da importância do AME trabalhar atendendo as demandas das Unidades Básicas de Saúde, tanto de Embu, quanto de Taboão.

    “O paciente deve passar primeiro na Unidade Básico, para depois ser encaminhado para o AME”, afirmou.


    Especialidade

    Estão previstas inicialmente 23 especialidades que vão acupuntura, alergologia, cardiologia, cirurgia vascular, dermatologia, cardiologia, endocrinologia adulto e infantil, gastroenterologia, ginecologia, hematologia, mastologia, nefrologia, oftalmologia, ortopedia, neurologia adulto e infantil, otorrinolaringologia, pneumologia, proctologia, reumatologia e urologia. Além das especialidades médicas, o AME contará também com outros serviços como pequenas cirurgias, nutricionista, serviço social e psicólogo.

    Serviço – O AME em Taboão funcionará no mesmo endereço onde funcionava o Centro de Especialidades do Jd. Helena, na Estr. de São Francisco.

Mais | Notícias | Todas Cidades | NOTÍCIAS