• Comissão de Saúde faz a primeira audiência de 2015

    Comissão de Saúde faz a primeira audiência de 2015

    A deputada estadual Analice Fernandes, vice-presidente da Comissão de Saúde avalia que a Comissão começa 2015 atuando em uma série de casos importantes, como as audiências públicas, e ações que precisam de maiores esclarecimentos, como o caso da Santa Casa de São Paulo.

    A Comissão de saúde aprovou a realização de duas audiências públicas, a primeira, no próximo dia 10 de fevereiro, no auditório Paulo Kobayashi, tem o objetivo de divulgar o Dia Internacional da Epilepsia.

    Segundo a Associação Brasileira de Epilesia, a ideia é falar sobre a realidade da doença, os estudos desenvolvidos até agora e as razões da negligência e exclusão dos portadores desse mal.

    A segunda audiência está prevista para o dia 27 de fevereiro, sobre o tema “O Maio Laranja no Estado de São Paulo”. A ideia é discutir as ações para prevenção do câncer de intestino, um dos tipos com maior incidência em todo o mundo, principalmente nas regiões mais desenvolvidas. São estimados cerca de 32.600 novos casos em 2015, só no Brasil.

    Santa Casa e Hospital Santa Marcelina

    A Comissão aprovou outros dois requerimentos: um, convidando o secretário estadual da Saúde, David Uip; o provedor da Santa Casa de São Paulo, Kalil Rocha Abdalla; o promotor de Justiça dos Direitos Humanos e Saúde Pública do Ministério Público estadual, Arthur Pinto Filho; e um representante da empresa BCO RCS Auditores Independentes, para obter esclarecimentos sobre a auditoria realizada na Santa Casa, instituição onde foi apurado um rombo financeiro de quase R$ 800 milhões.

    O segundo requerimento refere-se aos esclarecimentos sobre a possível fraude à saúde pública no hospital Santa Marcelina, no Itaim Paulista, no que se refere à escolha de pacientes para atendimento. Serão convidados o administrador desse hospital, Jociliano Montibeler Leonel; o médico e gestor de saúde pública da empresa Dias&Dias Medical, José Carlos Dias Pereira; o vice-presidente do Cremesp, Mauro Aranha; o promotor de Justiça dos Direitos Humanos e Saúde Pública do MP, Arthur Pinto Filho; e o responsável, na secretaria estadual de Saúde, pela gestão dos contratos das Organizações Sociais.

Mais | Destaques do Mandato | Todas Cidades | NOTÍCIAS