• Comissão de Saúde ouve secretário sobre fraude no Hospital de Sorocaba

    Comissão de Saúde ouve secretário sobre fraude no Hospital de Sorocaba

    O secretário de Estado da Saúde, Guido Cerri, compareceu à reunião da Comissão de Saúde, dia 28, para responder acerca das recentes denúncias sobre fraude da licitação de medicamentos e recebimento, por parte de médicos, por plantões não prestados junto ao Hospital de Sorocaba.

    A gestão de Cerri entende que os mecanismos de controle devem ser melhorados, como a implantação de ponto eletrônico, mas que também deve se pensar na criação de um plano de cargos e salários, nos moldes do que já existe em outras carreiras, como a magistratura.

    O secretário, em sua exposição, salientando que é preciso valorizar o profissional da Saúde, disse que já se reuniu com o governador para tratar de um plano de carreira para os profissionais dessa área, e que também já teve encontro com o sindicato dos médicos, com associações de classe e com o Conselho Regional de Medicina para debater esse plano. "O Estado fingir que paga e o funcionário fingir que trabalha não funciona", alertou Cerri.

    Comissão de Saúde ouve secretário sobre fraude no Hospital de Sorocaba

    A deputada Analice vem travando uma luta política para que não só os médicos tenham aumento, mas também toda a enfermagem, que também sofre com os baixos salários. “Precisamos valorizar o profissional da saúde, que deve ter um atrativo na carreira pública. Uma estruturação na carreira é imprescindível para melhorar a qualidade do trabalho oferecido a população”, afirma a deputada Analice.

    Sobre as investigações, Cerri disse que ainda não recebeu, de forma oficial, as denúncias veiculadas pela imprensa, mas que o problema se origina de fraude à licitação de medicamentos, que a escuta telefônica levou ao conhecimento de recebimentos por plantões não trabalhados e também da cobrança ilegal de profissionais que fazem estágio no hospital.


    Providências

    Sobre as providências tomadas, o secretário disse que todos os envolvidos foram afastados, mas que não se tomou medidas mais severas pelo fato de não terem chegado, ainda, denúncias do Ministério Público. Indicou-se também um interventor para atuar no Hospital de Sorocaba que, juntamente com uma equipe, deverá investigar todo o suposto esquema de fraude.

    Cerri afirmou que tem a preocupação de preservar o atendimento à população e que o conselho gestor que já existia naquele hospital, em parceria com a PUC e a prefeitura local, será reorganizado.

Mais | Notícias | Todas Cidades | NOTÍCIAS