• Deputada Analice defende compensação para São Lourenço e Juquitiba pelo uso da água

    Rio São Lourenço irá compor o abastecimento da grande São Paulo

    As comissões de Atividades Econômicas, Infraestrutura e Finanças e Orçamento se reuniram para ouvir os esclarecimentos do secretário estadual de Planejamento, Júlio Semeghini, sobre o andamento e resultados de parcerias público-privadas de empreendimentos feitos pelo governo estadual, dia 25 de novembro.

    Entre as PPPs com contratos formalizados está o uso da água do rio São Lourenço, para abastecer a região de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira e Vargem Grande Paulista. O projeto prevê um investimento de R$ 2, 2 bilhões, com um prazo de concessão de 25 anos, e pagamento de R$ 292 milhões no ano.

    A deputada Analice Fernandes pontuou durante a reunião que os municípios de São Lourenço e Juquitiba deveriam ser recompensados pelo uso da água, já que são municípios que estão na área de proteção de mananciais. “Seria importante estudar maneiras de compensar estes municípios que tem sérios entraves para se desenvolver, porque estão em áreas que devem ser preservadas”, afirmou a deputada que solicitou uma reunião com o governo para tratar o assunto.
    O secretário Júlio Semeghini se comprometeu a agendar a reunião entre a deputada e os prefeitos de Juquitiba e São Lourenço para tratar o assunto.

    Semeghini assinalou, como um dos projetos mais importantes dentre os contratados, o sistema produtor de São Lourenço. A fase atual seria de ajuste de outorga da transposição de águas do rio São Lourenço pela Agência Nacional de Águas – ANA.

    PPPs serão responsáveis por importantes obras de saúde e infraestrutura

    Semeghini, que também é presidente do Conselho Gestor das PPPs, dividiu os projetos em formalizados (em andamento), ou seja, já licitados e contratados pelo governo, e os que estão sendo estudados.

    Dentre os primeiros, que totalizaram um investimento de R$ 25 bilhões, o secretário destacou a linha 18 do Metrô que interligará o centro de São Paulo às cidades de São Caetano, Santo André e São Bernardo.

    A construção de três hospitais “em Sorocaba, São José dos Campos e o da Mulher no centro da Capital ” foi vencida em uma única licitação, disse Semeghini, comentando que a construção desses complexos hospitalares começará em dezembro deste ano.

    Ainda entre as PPPs já formalizadas, o secretário citou a duplicação da rodovia dos Tamoios e a fase final dos dois anéis viários, um em São Sebastião e outro em Caraguatatuba, assim como o chamado trecho do SIM, de transporte metropolitano na região de Santos, previsto para entrar em operação em maio do ano que vem.

    As obras de transporte metropolitano intercidades ligarão as regiões metropolitanas de Campinas, Sorocaba e São José dos Campos à capital paulista. “Uma pessoa viajaria do centro de Campinas ao bairro da Água Branca em 53 minutos”, afirmou Semeghini.

    Segundo o secretário a interligação de trens de carga partindo de Jundiaí em direção ao Ferroanel, passando pelo ABC e chegando ao porto de Santos, sem atravessar o centro de São Paulo, solucionaria, portanto, o problema de logística de carga que trava o trânsito da capital paulista.

    Projeto de reurbanização do centro

    Ao destacar os projetos em andamento, que totalizariam investimento de R$ 32,8 bilhões, o secretário chamou de “inovador” o de reurbanização do centro da capital. Em princípio, a empresa que vencer a licitação deverá construir, numa primeira fase, 14 mil unidades, entre residenciais e comerciais. Estes últimos serão vendidos ou alugados pelo governo; a administração caberia à empresa. Essas casas se destinariam a um público com rendimento mensal de um a doze salários mínimos “para que pessoas de diferentes níveis sociais convivam num mesmo espaço”, explicou. Segundo estimativas, 58 mil pessoas ocupariam esse espaço num primeiro momento e, após conclusão do projeto, esse número subiria para 80 mil. A previsão é para que até 10/12 cheguem propostas de três grandes empreendedores para tocar esse projeto.

Mais | Destaques do Mandato | Todas Cidades | NOTÍCIAS