• Estado pode autorizar atendimento para dependentes químicos por entidades particulares

    Estado pode autorizar atendimento para dependentes químicos por entidades particulares

    Na reunião da Comissão de Saúde, ocorrida do dia 27 de novembro, foi aprovado o parecer dado ao Projeto de Lei 372/2012. A proposta autoriza o Executivo a celebrar convênio com clínicas particulares, associações comunitárias, igrejas, organizações não governamentais e entidades que prestam atendimento e tratamento de dependentes químicos e de álcool.

    A iniciativa foi elogiada pela deputada Analice Fernandes. “Temos que aproveitar as estruturas já existentes, para prestar um atendimento que é tão necessário, é claro que também deve haver controle, para que as entidade prestem um bom serviço”, disse a deputada Analice.

    Estado pode autorizar atendimento para dependentes químicos por entidades particulares

    O autor do PL, Luiz Carlos Gondim (PPS), agradeceu o apoio recebido, e afirmou que "é muito mais fácil e barato o governo, em vez de construir clínicas para tratar dependentes, fazer convênios as já existentes". Ele pediu ainda a votação urgente do PL 372/2012.
    A Comissão de Saúde aprovou ainda os pareceres dados a quatro PLs, dentre os quais o 357/2012, que institui campanha permanente de esclarecimento sobre os sintomas do descolamento de retina. Foi aprovado ainda, entre outras deliberações, requerimento propondo visita da comissão ao Serviço de Oncologia e ao Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes.

    O deputado Carlão Pignatari (PSDB) deu conta de reunião ocorrida em Votuporanga com representantes de mais de 60 Santas Casas do Brasil, quando foi decidida a ida a Brasília, no próximo dia 12 de dezembro, para reivindicar o reajuste da tabela SUS.
    A diretora do Sindicato dos Médicos, Maria das Graças Souto pediu a urgente aprovação do Projeto de Lei Complementar 39/2012, que institui a carreira de médico no Estado, bem como o acolhimento das emendas apresentadas pelo sindicato. O presidente da comissão, Marcos Martins (PT), informou que as emendas estão em análise para a confecção de um substitutivo a ser apresentado.
     

Mais | Saúde e Enfermagem | Todas Cidades | NOTÍCIAS