• PL 369/2004 – Denominação de Professor Aparecido Tadeu Rodrigues Estanislau a Escola Estadual do Jardim Arapuã, em Jales

    Dá denominação de Professor Aparecido Tadeu Rodrigues Estanislau a Escola Estadual do Jardim Arapuã, em Jales.

    A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA:
     

    Artigo 1o.Passa a denominar-se “Prof. Aparecido Tadeu Rodrigues Estanislau”, a Escola Estadual do Jardim Arapuã, em Jales.
    Artigo 2o.Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

     

    JUSTIFICATIVA

    O Professor Aparecido Tadeu Rodrigues Estanislau, nascido em Ourinhos, Estado de São Paulo, em 09 de julho de 1955, filho de Vicente Rodrigues Estanislau e de Maria Rodrigues Estanislau, iniciou sua vida estudantil no curso primário no Grupo Escolar C.E.N.E. Dr, Euphy Jalles em 12 de dezembro de 1968, concluindo o segundo grau em 1976 no Insituto de Educação Dona Leornor Mendes de Barros na Cidade de Jales.
    Concluiu, em 1980, seus estudos em Educação Física na Faculdade de Educação Física da Alta Araraquarence que muito contribuiu junto ao alunado promovendo a cultura do bem-estar físico para uma vida saudável.
    Casou-se com a Senhora Vera Lúcia Nascimento Estanislau em 29 de novembro de 1981 na Cidade de Jales, tendo dois filhos desta União, Tales Etevaldo Estanislau e Tarlei Vicente Nascimento Estanislau.
    Ficou conhecido pelo seu dinamismo e simplicidade tendo sido lavrador e técnico autônomo no conserto de fogão a gás, trabalhando por mais de 20 (vinte) anos nesta condição em Jales.
    Lecionou como professor admitido em caráter temporário em várias escolas da Cidade e Municípios da Região, entre elas: E.E. Adelino Bertani-Mesópolis; E.E. Batista Dolci, em Dolcinópolis; E.E. José Ribeiro, em Paranapuã; E.E. Dom Arthur Horthuiss, E.E. Carlos Arnaldo da Silva; Escola Agrícola e E.E. Jardim Arapuã, por vários anos, sendo as última três na Cidade de Jales.
    Durante sua vida acadêmica participou de vários cursos, entre eles: Os jogos através das atividades: correr, saltar e lançar promovido pelo Professor Mario Hata no período de 20/07 a 24/07 de 1987; Ginástica Artística: Brincando e aprendendo sob responsábilidade da UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas), por meio de convênio celebrado com a SEE no período de 01 a 10 de dezembro de 1989; Curso de arbitragem,
    Técnico Pedagógico de Handebol de 09 a 11 de abril de 1992 em Jales promovido pela Secretaria de Esportes e Turismo e Coordenadoria de Esportes e Recreação.
    Obteve certificado de participação na 1ª Oficina de Sucata para Professores – material alternativo, também, pela Secretaria de Estado dos Negócios de Esportes e Turismo em 21 de setembro de 1994, na cidade de São Paulo; Curso de Educação à Distância em Exercício Físico e Saúde promovido pelo núcleo de Educação a Distaância da Faculdade de Educação Física de Campinas NEDFS em abril de 1998; Projeto e Implantação de Xadrez nas Escolas, pela Federação Paulista de Xadrez em dezembro de 1998, Jales, São Paulo.
    Foi aprovado em concurso público para provimento de Cargos-PEB II promovido pela SEE no qual obteve comprovante de Escolha de vaga em 19/08/02 na U.E. Drº Antenor Soares Gandra, em Jundiaí, posteriormente participou do concurso de remoção transferindo-se para a E.E. Jardim Arapuã, em Jales.
    Em vida como mestre sua presença foi constante nos campeonatos escolares, cuja atuação das equipes sob seu comando brilhavam, demosntrando, garra, determinação, entusiasmo e respeito pelo adversário, em defesa e honra ao nome da escola.
    Deste modo conclui-se o breve relato do curriculo pertencente ao Professor Aparecido Tadeu Rodrigues Estanislau, sendo que em sua vida procurou sempre auxiliar seus alunos no tocante a confecção de condutas honradas, sempre cercado dos bons costumes, honrando a consolidação de uma família sólida, com a preservação dos conceitos corretos, delineando a educação daqueles que puderam conviver com o reverenciado Professor.
    Do mesmo modo o Professor Aparecido era considerado como um cidadão notável, responsável, dedicado e sem dúvida, tais adjetivos refletem a vontade dos seus alunos, e de seus colegas de trabalho que por 14 (quatorze) anos conviveram com o homenageado.

    Em 16 de abril de 2003, veio a falecer.

    Pela relevância e magnitude dos inigualáveis serviços prestados à comunidade, torna-se justa a perpetuação do seu nome, através da denominação escolar sugerida.
     

    Sala das Sessões, em 27/5/2004

     

    a) Analice Fernandes – PSDB
Mais | Projetos de Lei | PROPOSITURAS