• PROJETO DE LEI Nº 189, DE 2013

    Dá a denominação de Salustiano Pupim, o viaduto localizado no Km 578, na Rodovia SP-320 – Rodovia Euclides da Cunha, no Município de Estrela D’Oeste.

    A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA:

    Artigo 1o. – Passa a denominar-se “Salustiano Pupim”, o viaduto localizado no Km 578, na Rodovia SP-320 – Rodovia Euclides da Cunha, no Município de Estrela D’Oeste

    Artigo 2o. Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

    JUSTIFICATIVA

    O homenageado nasceu no Município de Santa Adélia – SP, em 02 de outubro de 1915, filho de Jácomo Pupim e Carolina Fávaro, exercendo a atividade de agricultor.

    A Família Pupim e o Município de Estrela D’Oeste estão intimamente ligadas, haja vista que fora em terras da Família Pupim que surgiu o município.

    Em 1942, após a derrubada da mata existente na localidade, um grupo de amigos, Sylvestre Aidar, Hernani de Mattos Nabuco e José Mignolli, acompanhados do Sr. Pupim reunidos para dar nome a nova localidade recém fundada.

    Assim, depois de diversos nomes sugeridos, foi escolhido o de ESTRELA D’OESTE, nome esse em homenagem ao desejo de sua Exa. Sr. Presidente da República, Dr. Getúlio Vargas que, em mais de uma ocasião referia-se sobre a marcha para o oeste.

    O Sr. Salustiano foi um dos pioneiros no plantio de café da região do noroeste paulista, cultivando na Fazenda São João da Boa Sorte com mais de 600 (seiscentos) alqueires, sendo que construiu a primeira máquina de beneficiamento de café da região.

    Com o passar dos anos e com o progresso do Estado de São Paulo, foi construída a Rodovia Euclides da Cunha (SP-320), que veio a passar dentro das terras da Família Pupim, cerca de 300 metros da sede da Fazenda.
    Agora, com a duplicação da Rodovia, no Km 548 construiu-se um retorno para dar acesso à propriedade da Família Pupim e várias outras propriedades.

    Salustiano Pupim, faleceu em 31 de agosto de 1971, com 56 anos de idade, deixando a viúva e seus quatro filhos, Pedro Laerte, Hilário, Carolina e Osmério Pupim.

    Assim, a denominação ora proposta é prestar uma justa homenagem a um ilustre cidadão e pioneiro da cidade de Estrela D’Oeste, que se dedicava não só a sua profissão e que fez do seu ofício uma missão, onde empenhava não apenas seu conhecimento, mas seu amor e carinho, mas também com o bem público ao dedicar seus trabalhos comunitários à coletividade de Estrela D’Oeste.

    Desta forma, conclamo os nobres pares no sentido conferir apoio à aprovação do Projeto de Lei em epígrafe, por tratar-se da mais clara e sincera forma de homenagear, conferindo o justo reconhecimento a um dos pioneiros do Noroeste Paulista.

    Sala das Sessões, em 2-4-2013

    a) Analice Fernandes – PSDB

Mais | Projetos de Lei | PROPOSITURAS