• Governador José Serra durante discurso

    Taboão ganha mais um piscinão

    O governador José Serra inaugurou dia 15 de janeiro  o piscinão Sharp, na divisa entre Taboão e Campo Limpo. Com capacidade para receber 500 mil metros cúbicos de água da chuva, a construção é a segunda maior do tipo no Estado e fica atrás apenas do piscinão Petrobras, em Mauá, que tem capacidade de 800 mil metros cúbicos.

    Governador José Serra durante discurso

    “É uma grande vitória para Taboão, que iniciou a construção do primeiro piscinão na gestão do Fernando Fernandes e agora conta com o sexto piscinão, o próximo será no Olaria”, disse a deputada Analice Fernandes.

    O piscinão da Sharp é mais uma ação do Plano de Macrodrenagem da Bacia do Alto Tietê e já está beneficiando mais de um milhão de moradores de São Paulo (bairros Jardim Nadir, Vila Olga, Vila Sônia, Jardim Taboão e Campo Limpo) e Taboão da Serra (Jardim Glória, Jardim Bontempo e Parque Santos Dumont).A obra custou ao Estado R$ 41,4 milhões. A prefeitura de São Paulo colaborou com R$ 7 milhões para a desapropriação do terreno.


    Piscinão Olaria
    José Serra assinou durante a cerimônia a ordem de serviço para o início da construção do piscinão Olaria, também na região do Pirajuçara. Ele terá capacidade para armazenar 100 mil metros cúbicos de água, custará R$ 27 milhões e deve ser entregue até o final de 2011, contribuindo para controle das enchentes nos bairros Campo Limpo, Jardim D'Orly e Esmeralda.

    Localizado em uma área com 9 mil metros quadrados, ao lado do córrego Olaria (afluente da margem direita do córrego Pirajuçara), o piscinão será coberto e o projeto prevê a implantação de um grande jardim com parque, áreas de lazer e esportes e pavilhão para atividades culturais na cobertura.

    Novo piscinão que beneficiará toda a região

    Este será o sétimo piscinão construído pelo Governo do Estado, por meio do DAEE, na bacia do Córrego Pirajuçara. Já foram investidos R$ 72,1 milhões na construção dos piscinões Nova República, Parque Pinheiros, Portuguesinha, Córrego Pirajuçara, Eliseu de Almeida e Sharp, que permitem acumular mais de um milhão de metros cúbicos de água das chuvas.


    Canalização do Pirajuçara
    Serra também assina a ordem de serviço para a canalização de 7 quilômetros do córrego Pirajuçara, no trecho entre a rua Timborana, na divisa do município de São Paulo com Taboão da Serra, e a avenida Andorinha dos Beirais, em Embu. A obra será executada pelo DAEE em parceria com a Sabesp e inclui a construção de 12 quilômetros de coletores-tronco de esgotos e suas interligações com os coletores secundários, que vão levar todo o esgoto doméstico da região para a ETE de Barueri.


    A canalização do córrego Pirajuçara é também uma ação do Plano Diretor de Macrodrenagem. O conjunto de obras, com investimento de R$ 80 milhões, vai beneficiar diretamente mais de 800 mil pessoas residentes na região

Mais | Notícias | Todas Cidades | NOTÍCIAS